Mercado de caminhões superou a projeção da Anfavea

Imagem ilustrativa da notícia: Mercado de caminhões superou a projeção da Anfavea
Foto Jornalista  Bruno de Oliveira

Por Bruno de Oliveira

CompartilheBalanço da Anfavea
05/12/2019

São Paulo – As vendas de caminhões chegaram a 92 mil 737 unidades no acumulado do ano, apontou balanço da Anfavea divulgado na quinta-feira, 5. O volume representa alta de 35,7% sobre o resultado aferido em igual período no ano passado. Apenas em novembro, segundo o levantamento, as vendas somaram 9 mil 64 unidades, alta de 18% ante novembro de 2018.

 

O desempenho comercial observado no ano superou as projeções realizadas pela Anfavea para o ano: cerca de 91 mil unidades. Segundo Gustavo Bonini, vice-presidente da entidade, a expectativa é a de que o mercado neste ano cresça cerca de 35% sobre o volume licenciado no ano passado.

 

As vendas de pesados apresentaram o maior porcentual de crescimento no janeiro-novembro, chegando a 47 mil 446 unidades. Neste caso a alta foi de 53% sobre o mesmo período de 2018. Houve crescimento também nas vendas de semipesados, 32%, médios, 34%, e semileves, 19%. As vendas no segmento de leves, no entanto, apresentou retração de 3%.

 

Sobre os volumes vendidos em outubro as de pesados somaram 4 mil 694 unidades. As de semipesados somaram 2 mil 329 unidades. Já no caso dos médios as vendas chegaram a 959 unidades. As vendas de caminhões semileves somaram 355 unidades e as de leves, por fim, 1 mil 81 unidades.

 

A montadora que mais vendeu caminhões até novembro foi a Mercedes-Benz, com 27 mil 700 unidades. O volume registrado representa alta de 45% sobre o observado nos primeiros onze meses do ano passado. A Volkswagen Caminhões e Ônibus vendeu 24 mil 379 caminhões, alta de 32%, e a Volvo 14 mil 912 unidades, 54,5% a mais.

 

Foto: Divulgação.