Segmento de máquinas segue em queda

Imagem ilustrativa da notícia: Segmento de máquinas segue em queda
Foto Jornalista  Caio Bednarski

Por Caio Bednarski

CompartilheBalanço da Anfavea
06/03/2020

São Paulo – A trajetória de queda do setor de máquinas agrícolas e rodoviárias se manteve em fevereiro, com o recuo de 1,7% na comparação com igual período do ano passado, com 2 mil 825 unidades comercializadas. Os dados foram divulgados pela Anfavea na sexta-feira, 6.

 

Com relação a janeiro houve alta de 13%. No acumulado do ano o segmento registrou retração de 3,8%, somando pouco mais de 5,3 mil unidades vendidas.

 

Alfredo Miguel Neto, vice-presidente da Anfavea, disse que a expectativa é de recuperação do setor ao longo do ano, pois a questão da falta de recursos para financiamentos acabou com a liberação de novos aportes para linhas do BNDES e do Banco do Brasil:

 

"Essa linhas não são mais equalizadas, isto é, os juros não são mais subsidiados pelo governo. Mas as condições seguem atrativas para os produtores que podem se programar para realizar suas compras. Até o fim desse Plano Safra não faltarão mais recursos".

 

Com a queda nas vendas até fevereiro a produção seguiu pelo mesmo caminho e recuou 4,3% no período, com cerca de 6 mil máquinas produzidas. Em fevereiro saíram das linhas de produção 3,6 mil unidades, alta de 4,1% ante igual período do ano passado e de 44% com relação a janeiro.

 

As exportações caíram 13,2% até fevereiro na mesma base comparativa, somando 1,3 mil unidades embarcadas. No mês foram exportadas 822 máquinas, queda de 1,2% com relação ao mesmo período do ano passado e alta de 51,4% ante janeiro.

 

Foto: Divulgação.