Embarques somam menor volume em 23 anos

Imagem ilustrativa da notícia: Embarques somam menor volume em 23 anos
Foto Jornalista  Caio Bednarski

Por Caio Bednarski

CompartilheBalanço da Anfavea
08/05/2020

São Paulo – As exportações de veículos, em abril, registraram o pior resultado nos últimos 23 anos, segundo divulgou a Anfavea na sexta-feira, 8. Os embarques somaram apenas 7,2 mil unidades no mês passado, queda de 79,3% na comparação com abril de 2019 e de 76,6% ante março.

 

O presidente Luiz Carlos Moraes disse que a queda é decorrente do avanço do novo coronavírus na América do Sul, que prejudicou as vendas em mercados como Argentina, Chile e Colômbia, importantes parceiros comerciais:

 

"O pouco que exportamos no mês passado eram negócios que já estavam fechados. Até o final do ano as perspectivas não são boas e será um período difícil".

 

A entidade evitou fazer projeções sobre os possíveis números do setor em 2020, alegando que o cenário atual não permite: não é possível saber quando a pandemia vai acabar.  No primeiro quadrimestre a indústria embarcou 96,2 mil veículos, recuo de 31% com relação ao mesmo período do ano passado – mas Moraes projeta queda maior daqui em diante. 

 

 

O baixo volume exportado no mês passado rendeu aos cofres das empresas apenas US$ 252,7 milhões, valor 69,7% menor do que o de abril do ano passado, mesmo com a moeda estadunidense atingindo patamares recordes. Na comparação com março a retração foi de 64,4% e, no acumulado do ano, o setor somou quase US$ 2,2 bilhões em exportações, queda de 33,5% ante igual período de 2019.

 

Foto: Divulgação.