Capital asiático ronda negócio Ford Taboão

Imagem ilustrativa da notícia: Capital asiático ronda negócio Ford Taboão

São Paulo – As negociações para a venda da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, SP, avançam na China, onde um dos interessados, a Caoa, busca recursos para financiar o empreendimento. Segundo fonte ouvida por AutoData seu dono e fundador, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, está naquele país para participar de reuniões a respeito do tema. A viagem teria ocorrido após a companhia ter enfrentado dificuldades para obter recursos no BNDES.

 

De acordo com Henrique Meirelles, secretário da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo, o tema financiamento, neste momento, representa um entrave ao avanço das conversas sobre a fábrica do Taboão. Na quarta-feira, 12, o secretário disse que a expectativa do governo era a de que novidades sobre o caso fossem divulgadas pelo governo do Estado este mês, mas que a busca por financiamento por parte dos interessados pode extrapolar o prazo.

 

Meirelles disse, ainda, que paralelamente às buscas por financiamento os dois interessados na fábrica da Ford estudam a melhor maneira de entrar no negócio, se de forma individual ou em sociedade: “As duas empresas estudam novos modelos para vir ao Brasil. Joint-venture com companhias que já estão instaladas aqui é uma possibilidade. Também existe a possibilidade de que as duas interessadas venham juntas”.

 

Afora a Caoa, que demonstrou oficialmente interesse no negócio, o outro nome segue em sigilo. De qualquer forma Meirelles afirmou que, até o momento, as propostas que estão à mesa têm capital asiático: “Existe capital asiático não só para comprar as instalações industriais e a linha de montagem mas, também, para fazer investimentos adicionais. Isso é algo que as companhias estão calculando o investimento total, mas fala-se em números grandes, alguns bilhões de reais”.

 

Caoa tem como parcerias no mercado brasileiro as asiáticas Hyundai e Chery. A Foton foi outra empresa asiática que demonstrou interesse, por meio de sua parceira local, a Aumark, mas ela deverá seguir com os planos de se instalar em Guaíba, RS, disse Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, na quarta-feira, 12, durante o Fórum Estadão Exportar para Gerar Riquezas e Emprego, realizado em São Paulo: “A empresa ainda conversa conosco a respeito deste assunto, mas há grandes possibilidades de que fique no Estado, onde tem acordo firmado”.

 

Foto: Divulgação.